Cegonha

Fonte: SAPO Saber, a enciclopédia portuguesa livre.

Wikipedia:Como ler uma caixa taxonómica
Como ler uma caixa taxonómica
Cegonhas

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Ciconiiformes
Família: Ciconiidae
Género: Ciconia
Espécies
Ver texto

As cegonhas (Ciconia spp.) são aves migrantes da família Ciconiidae. As cegonhas têm cerca de 1 metro de altura e 3 kg de peso. O seu habitat é variado e a alimentação inclui pequenos vertebrados. São animais migratórios e monogâmicos. As cegonhas não têm faringe e por isso não emitem sons vocais, emitem sons batendo com os bicos.

A cegonha-branca (Ciconia ciconia) é uma das espécies mais características da paisagem portuguesa. A cegonha-preta, mais rara, vive apenas em zonas rochosas e em alguns montados e sobreirais do interior de Portugal.

Índice

[editar] Habitat

As cegonhas vivem em locais como campos abertos, margens de lagos e lagoas, zonas pantanosas, prados húmidos, várzeas, cidades, pântanos e pastagens. Constroem os seus ninhos em diversos tipos de suporte: postes, construções humanas (como casas ou igrejas), árvores e rochas.

[editar] Alimentação

Comem rãs, cigarras, cobras, insectos, minhocas, crustáceos e peixes.

[editar] Reprodução

O ninho é construído por ambos os elementos do casal, que regressam a ele todos os anos, fazendo as reparações necessárias. A fêmea põe cerca de 3 a 5 ovos, em Fevereiro-Março. A incubação, feita por ambos os pais, é de 20 a 30 dias; quando nascem, as crias são indefesas e penugentas. Permanecem no ninho cerca de dois meses. Quando chove, os pais abrem as asas para proteger as crias.

[editar] Espécies

Cegonha-de-abdim - Ciconia abdimii
Cegonha-de-abdim - Ciconia abdimii

[editar] Estado de conservação em Portugal

Em Portugal há duas espécies nidificantes do género Ciconia: a cegonha-branca (Ciconia ciconia) e a cegonha-preta (Ciconia nigra), bastante menos frequente. A cegonha-branca, e os seus ninhos, são um elemento muito característico da paisagem portuguesa, sobretudo na região sul. Pode ser vista frequentemente em searas e arrozais.

Os recenseamentos dos últimos anos indicam um aumento do número de indivíduos desta espécie. A proliferação do lagostim-vermelho da Louisiana em território ibérico, que passou a ser a base da sua alimentação, permitiu que muitas cegonhas-brancas passassem a residir cá, evitando as migrações de Inverno para a África sub-sariana. Em simultâneo, os esforços de conservação e a sensibilização das populações humanas e das instituições permitiram também a sua proliferação.

O voo da cegonha
O voo da cegonha

Os dados do primeiro recenseamento de cegonhas-brancas feito em territpório português foram divulgados em 1961. Foram identificados 3490 ninhos, número muito provavelmente inferior ao real, dadas as dificuldades técnicas e escassez de meios desse primeiro estudo. Desde 1974, o recenseamento passou a ser feito de dez em dez anos.

O censo de 1984 incidiu sobre todo o território nacional, tendo-se registado 1533 ninhos. Em 1994, número era de 3302; em 2004, o ICN/CEMPA e a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) recensearam 8205 ninhos, dos quais 93,7% estavam ocupados. A maioria dos ninhos estavam construídos em postes de electricidade.[1].


[editar] Referências

  1. | Relatório ICN/SPEA | V Censo Nacional de Cegonha-branca

[editar] Ver também

[editar] Ligações externas

Site da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA)

Site do Instituto de Conservação da Natureza

Relatório do V Censo Nacional de Cegonha-branca


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
 Definições no Wikcionário


  Este artigo é um esboço sobre Aves, integrado no Projeto Aves. Você pode ajudar o SAPO Saber expandindo-o.
Ferramentas pessoais