Plantão da Globo

Fonte: SAPO Saber, a enciclopédia portuguesa livre.

Cuidado: Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências, em desacordo com a política de verificabilidade.
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes no corpo do texto ou em notas de rodapé.
Este artigo ou seção precisa ser wikificado.
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Editor: considere colocar o Mês e o Ano da marcação.
Plantão Globo
Formato Plantão de notícias
Género {{{genero}}}
Duração Variável
Criado por
País de origem 20px|Brasil Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es)
Produtor(es)
Apresentador(es) Diversos
Elenco Apresentadores da emissora
Narrador(es)
Tema de abertura Instrumental
Tema de encerramento Instrumental
Exibição
Emissora
de televisão
original
{{{rede_tv_orig}}}
Emissora(s)
de televisão
lusófona(s)
Rede Globo
Formato de exibição Ao vivo
Transmissão original 2 de abril de 1982
– presente
Qt. de temporadas
N. de episódios

Plantão Globo (ou simplesmente Plantão) é o título do noticiário extraordinário da Rede Globo, que normalmente interrompe a programação da emissora para dar uma notícia urgente, que possivelmente tenha relevância para a sociedade. De acordo com o formato original televisivo, é produzido e apresentado por jornalistas que estejam de plantão na emissora e que sejam acionados para isso.

É o extra (linguagem jornalística) mais antigo e conhecido do Brasil, tendo noticiado em rede nacional quase todos os principais acontecimentos da história nos últimos 30 anos, como guerras, mortes, fenômenos naturais, acidentes, seqüestros, fatos históricos, atentados, eventos políticos, no Brasil e no mundo.

A vinheta de abertura e encerramento, criada pelo designer Hans Donner, é característica e símbolo do noticiário, que possui certa influência sobre o jornalismo e o comportamento nacional. Normalmente, tudo o que é noticiado no Plantão passa a ser noticiado em outros extras e nos jornais seguintes. Imagens geradas ao vivo no Brasil já foram transmitidas por grandes redes de notícias internacionais, também ao vivo, como o breaking news da CNN na ocasião do sequestro do ônibus 174 no Rio de Janeiro.

Atualmente, o Plantão conta com a coloboração técnica da Globo News, com a qual transmite em pool, sob a supervisão da Central Globo de Jornalismo.

Morreu Ayrton Senna da Silva, uma notícia... [pausa] ...que a gente nunca gostaria de dar.
Roberto Cabrini, da Itália, por tefenone

Índice

[editar] Fatos noticiados pelo Plantão

[editar] 1982

[editar] 1985

[editar] 1986

[editar] 1987

[editar] 1988

[editar] 1989

[editar] 1990

[editar] 1991

[editar] 1992

[editar] 1993

[editar] 1994

[editar] 1995

[editar] 1996

[editar] 1997

[editar] 1998

[editar] 1999

[editar] 2000

[editar] 2001

[editar] 2002

[editar] 2003

Soldado patrulhando a cidade Asragiyah, no Iraque.
Soldado patrulhando a cidade Asragiyah, no Iraque.

[editar] 2004

[editar] 2005

[editar] 2006

[editar] 2007

[editar] 2008

Prédio de onde foi jogada a menina Isabella Nardoni.
Prédio de onde foi jogada a menina Isabella Nardoni.

[editar] 2009

[editar] Vinhetas especiais

Algumas vinhetas foram produzidas especialmente para certos eventos, cuja cobertura jornalística seria extendida por toda a programação da emissora. Imagens do acontecimento são editadas juntos a caracteres, formando uma "abertura informativa sobre". Desta maneira, a Rede Globo deixou de veicular a tradicional vinheta nas seguintes ocasiões:

[editar] Erros

Algumas edições do Plantão apresentaram erro de conteúdo.

  • 22 de maio de 1999 - O primeiro Plantão da Globo a dar uma notícia errada foi apresentado na manhã desse dia. A apresentadora Sandra Annemberg noticiou a morte do saltador João Carlos de Oliveira, o João do Pulo. Horas mais tarde, no Jornal Hoje, a jornalista pediu desculpas e esclareceu que o atleta ainda estava vivo, mas seu estado de saúde era grave. Ele só viria a falecer uma semana depois, no dia 29 de maio de 1999, vítima de cirrose e infecção generalizada.
  • 18 de abril de 2005 - A Globo passou um plantão errado noticiando a escolha do novo papa mas não passou de alarme falso.
  • 17 de Outubro de 2008 - Outro plantão errado foi noticiar a "morte" da menina Eloá, vítima do longo sequestro em Santo André, que durou cinco dias. Minutos depois a própria Globo fez um outro plantão desmentindo a morte. Eloá so viria a falecer dois dias depois.
  • 7 de abril de 2009 - A Globo exibiu um plantão que noticiava que o terceiro terremoto que atingiu a cidade de Áquila, no centro da Itália, havia deixado um morto. Mas a informação, dada pela agência ANVISA, era falsa e foi desmentida pela própria emissora, em um novo plantão exibido minutos depois.

[editar] Ver também

[editar] Ligações externas

[editar] Referências

" style="vertical-align:middle; padding-left:7px; width:0%;">}}}}

Ferramentas pessoais