Tempo

Fonte: SAPO Saber, a enciclopédia portuguesa livre.

Nota: Para outros significados de Tempo, ver Tempo (clarificação).


Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Cuidado: Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências, em desacordo com a política de verificabilidade.
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes no corpo do texto ou em notas de rodapé.
A ampulheta é um instrumento que pode ser utilizado para medir o tempo
A ampulheta é um instrumento que pode ser utilizado para medir o tempo

A concepção comum de tempo é indicada por intervalos ou períodos de duração. Por influência de ideias supostamente desenvolvidas por Einstein (teoria da relatividade), tempo vem sendo considerado como uma quarta dimensão do contínuo espaço-tempo do Universo, que possui três dimensões espaciais e uma temporal.

Pode-se dizer que um acontecimento ocorre depois de outro acontecimento. Além disso, pode-se medir o quanto um acontecimento ocorre depois de outro. Esta resposta relativa ao quanto é a quantidade de tempo entre estes dois acontecimentos. A separação dos dois acontecimentos é um intervalo; a quantidade desse intervalo é a duração.

Uma forma de definir depois baseia-se na assumpção de causalidade. O trabalho realizado pela humanidade para aumentar o conhecimento da natureza e das medições do tempo, através de trabalho destinado ao aperfeiçoamento de calendários e relógios, foi um importante motor das descobertas científicas.

As unidades de tempo mais usuais são o dia, dividido em horas, e estas em minutos, e estes em segundos. Os múltiplos do dia são a semana, o mês, e o ano, e este último pode agrupar-se em décadas, séculos e milênios.

Crianças de colo não têm a noção de tempo, e adultos com certas doenças neurológicas e ou psiquiátricas podem perdê-la.

Em outras palavras, o tempo é uma componente do sistema de medições usado para sequenciar eventos, para comparar as durações dos eventos, os seus intervalos, e para quantificar o movimento de objetos. O tempo tem sido um dos maiores temas da religião, filosofia e ciência, mas defini-lo de uma forma não controversa (que possa ser aplicada a todos os campos) de tudo tem eludido aos maiores conhecedores.[1]

Na física e noutras ciências, o tempo é considerado uma das poucas quantidades essenciais.[2] O tempo é usado para definir outras quantidades - como a velocidade - e e definir o tempo nos termos dessas quantidades iria resultar numa definição redundante.[3]

Os gregos antigos tinham duas palavras para o tempo: chronos e kairos. Enquanto o primeiro refere-se ao tempo cronológico (ou sequencial) que pode ser medido, esse último significa "o momento certo" ou "oportuno": um momento indeterminado no tempo em que algo especial acontece. Em teologia descreve a forma qualitativa do tempo (o "tempo de Deus"), enquanto chronos é de natureza quantitativa (o "tempo dos homens").

[editar] Referências

  1. E. Fitgerald, The Rubaiyat of Omar Khayyam. (Penguin 1989), Stanza lxxi
  2. Duff, Michael J.; Okun, Lev B.; Veneziano, Gabriele. "Trialogue on the number of fundamental constants" (PDF). Institute of Physics Publishing for SISSA/ISAS. Visitado em 2008-02-02. p. 17. "I only add to this the observation that relativity and quantum mechanics provide, in string theory, units of length and time which look, at present, more fundamental than any other."
  3. Duff, Okun, Veneziano, ibid. p. 3. "There is no well established terminology for the fundamental constants of Nature. … The absence of accurately defined terms or the uses (i.e. actually misuses) of ill-defined terms lead to confusion and proliferation of wrong statements."

[editar] Ver também

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete Tempo
Wikiquote
O Wikiquote tem uma coleção de citações de ou sobre: Tempo.
Ferramentas pessoais